Paranatinga, 17 de Maio de 2022

Saúde

VG estuda retirada da obrigatoriedade de máscara e planeja vacinar crianças nas escolas

Publicado 08/11/2021 15:18:31


O  município de Várzea Grande estuda a possibilidade de retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras na cidade nos próximos meses, provavelmente após o mês de dezembro. Segundo o secretário de saúde da cidade, Gonçalo de Barros, a logística para vacinação das crianças nas escolas também está em fase de planejamento.



Gonçalo explica que VG tem 74% da população vacinável totalmente imunizada, com duas doses da vacina contra Covid-19, e 95% com pelo menos uma dose. No entanto, defende que tenha-se cautela antes da tomada de decisões.

“Nós tratamos esse assunto com muita cautela, muito cuidado. Essa pandemia não acabou, essa sensação que eu graças a Deus não tive óbitos no estado do Mato Grosso nos últimos dois dias isso é muito positivo, mas não pode ser confundido com o relaxamento em sinal de pandemia. Certo? Enquanto essas crianças de onze a cinco anos não estiverem imunizadas, e a hora que tiver a liberação qualquer situação fora dessa, digamos assim, desse controle com as crianças sendo inseridas nós devemos estar tomando cuidado com as medidas restritivas. Obviamente já é possível a gente ter um pouco mais de tranquilidade e pensando em dois mil e vinte e dois com mais liberdade para todos”, explicou na manhã desta segunda-feira (8) no Palácio Paiaguás.

 

Gonçalo ainda afirmou que a vacinação contra Covid-19 deve entrar no calendário anual, com doses ofertadas nos postos de saúde do SUS. “Chegamos a uma fase da nossa campanha de vacinação em que já temos 95% da população com a primeira dose, da população vacinável, chegando a 96%, e 74% por cento com a segunda dose, da população vacinável. E aí estamos fazendo o processo do nosso planejamento, já entrando para 2022, onde nós pretendemos - e pelo cenário que se desenha, teremos - que essa campanha da vacinação da Covid inserida no calendário anual de vacinação”, afirmou o secretário.

Sobre a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, Gonçalo explica que o município está preparado e somente aguardando a autorização do Governo Federal. “Temos todo um planejamento estruturado para isso, que tão logo seja liberado, seja determinado pelo Ministério da Saúde, através do Plano Nacional de Imunização, tão logo isso seja liberado, já [estaremos] em condições também de efetuar essa vacinação. Prioritariamente será nas escolas, e se chegar nas férias e isso não esteja aprovado, nós teremos nosso ‘dia D’, que serão nas próprias escolas mesmo que que vão estar de férias, mas a gente vai fazer porque nós precisamos da presença dos pais”, completou.

 

 

 

Fonte: OLHAR DIRETO

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.