Paranatinga, 17 de Maio de 2022

Saúde

Morta pela Covid em MT, grávida de 26 anos recusou ser vacinada

Publicado 04/02/2022 09:12:12


A jovem de 26 anos que morreu de Covid-19 em Tangará da Serra na última quarta-feira (2) não havia tomado nenhuma dose da vacina contra a doença. Ela estava grávida de 8 semanas e o bebê não sobreviveu.

A informação que ela não se vacinou partiu da Vigilância Epidemiológica do município. Além da Covid-19, ela não se imunizou contra a gripe.

Segundo Fabrício Queiroz, técnico da Vigilância Epidemiológica do município, a jovem deu entrada na unidade de saúde com dores abdominais e sintomas gripais. Ele ainda citou que a gravidez da jovem era de risco.

Playvolume00:04/01:00Truvid

Leia mais

 

“A noite, ela já não sentia as dores abdominais, mas seu quadro respiratório piorou rapidamente”, afirmou o médico, que disse que o exame para Covid-19 deu positivo.

Segundo ele, com a piora ela chegou a ser intubada, mas a situação seguiu se agravando. Foram feitas tentativas de reanimação, mas a jovem acabou não resistindo.

O profissional lamentou a situação e revelou que a jovem se recusou a tomar a vacina contra o novo coronavírus. “Infelizmente tivemos mais uma vida interrompida e por conta talvez de não ter tomado as duas doses da vacina”, pontuou.

IMPORTNCIA DA VACINAÇÃO

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que as vacinas existentes contra a Covid-19 permanecem eficazes para evitar quadros graves da doença que levam à internação e à morte, após o surgimento da variante Ômicron do novo coronavírus.A jovem de 26 anos que morreu de Covid-19 em Tangará da Serra na última quarta-feira (2) não havia tomado nenhuma dose da vacina contra a doença. Ela estava grávida de 8 semanas e o bebê não sobreviveu.

 

A informação que ela não se vacinou partiu da Vigilância Epidemiológica do município. Além da Covid-19, ela não se imunizou contra a gripe.

 

Segundo Fabrício Queiroz, técnico da Vigilância Epidemiológica do município, a jovem deu entrada na unidade de saúde com dores abdominais e sintomas gripais. Ele ainda citou que a gravidez da jovem era de risco.

 

Playvolume00:04/01:00Truvid

 

Leia mais

 

“A noite, ela já não sentia as dores abdominais, mas seu quadro respiratório piorou rapidamente”, afirmou o médico, que disse que o exame para Covid-19 deu positivo.

 

Segundo ele, com a piora ela chegou a ser intubada, mas a situação seguiu se agravando. Foram feitas tentativas de reanimação, mas a jovem acabou não resistindo.

 

O profissional lamentou a situação e revelou que a jovem se recusou a tomar a vacina contra o novo coronavírus. “Infelizmente tivemos mais uma vida interrompida e por conta talvez de não ter tomado as duas doses da vacina”, pontuou.

 

IMPORTNCIA DA VACINAÇÃO

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que as vacinas existentes contra a Covid-19 permanecem eficazes para evitar quadros graves da doença que levam à internação e à morte, após o surgimento da variante Ômicron do novo coronavírus.

 

 

Fonte: Folha Max

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.