Paranatinga, 27 de Novembro de 2021

Saúde

Covid-19 foi quase sete vezes mais letal em pacientes cuiabanos com comorbidades

Publicado 31/05/2021 10:50:34


Levantamento que consta no 16º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19, divulgado nesta semana pela Prefeitura de Cuiabá com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mostram que a letalidade da doença matou quase sete vezes mais os pacientes da Capital que tinham algum tipo de comorbidade.


 

 

 


A letalidade por Covid-19 entre indivíduos com comorbidade foi de 8,9% e entre aqueles casos que não referiram nenhum doença pré-existente foi de 1,3%, número bastante inferior, indicando a gravidade dos casos na presença de algum problema de saúde.

Além disto, os dados também comprovam a importância de priorizar a vacinação das pessoas que tenham comorbidades. Em Cuiabá, todos os que têm acima de 18 anos e possuem alguma doença pré-existente podem se cadastrar para receber a imunização.
 
O tempo de permanência hospitalar entre os que não possuíam comorbidade foi de 9,8 dias (mediana de 7 dias) e entre os que referiram doença pré-existente foi de 12,3 dias (mediana de 9 dias).
 
A idade média dos casos de Covid-19 com presença de comorbidade foi 50,6 anos enquanto para aqueles sem foi 36,6 anos. Entre os que tinham doença pré-existente, a média foi de 60 anos e para os sem 48 anos. Entre os óbitos foi de 65,9 anos e 58,4 anos, respectivamente.
 
A presença de comorbidades foi registrada em 27,6% (23.025) dos casos de Covid-19, em 60,1% dos indivíduos internados e em 72,5% dos óbitos.
 
Cerca de 41% das gestantes diagnosticadas com Covid-19 referiram presença de comorbidade. Entre as internadas, 62,3% e entre as que foram a óbito, 81,8%.
 
No total de casos, a maior frequência de doenças pré-existentes foi verificada entre indígenas (36,0%). Cerca de 61% dos negros e 60% dos brancos internados referiram comorbidade e entre os óbitos 82,3% de indivíduos de cor/raça parda e 72,2% negros informaram ter.
 
As taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no SUS, entre 10 e 17 de maio apresentaram pequenas elevações em muitos estados e capitais, interrompendo a impressão da melhoria do quadro geral verificado em semanas anteriores.

 


 
Mato Grosso, em 15 de maio, estava entre as sete Unidades da Federação com piores taxas de incidência no país e a terceira maior taxa de mortalidade.
 
Até o fechamento do levantamento (22 de maio), Cuiabá tinha 83.344 casos de Covid-19, sendo que 94,6% se recuperaram. Nas duas últimas semanas (SE 19 e SE 20) foram notificados 1.444 testes positivos, 215 internações e 87 óbitos.

 

 

Entre no grupo do Paranatinga News no WhatsApp e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.