Paranatinga, 26 de Maio de 2022

Saúde

Casos de Covid-19 em MT sobem 100%, mas mortes caem 64%

Publicado 06/02/2022 14:10:14


Um ano após o início da vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso, os registros de casos da doença aumentaram em 100% enquanto as mortes tiveram uma queda de 64%. Os dados levam em conta a comparação entre os meses de janeiro de 2021 e 2022.

 

Segundo os dados da Secretaria de Estado de Saúde, do dia 1° ao dia 31 de janeiro de 2021 foram registrados 41.918 casos de Covid em Mato Grosso. Neste mesmo período, a falta de cobertura vacinal fez com que 755 moradores morressem em decorrência do vírus.

 

Já em janeiro de 2022, o número de casos chegou a dobrar em relação ao ano anterior, contabilizando 84.137 infectados no Estado. 

 

No entanto, apesar da explosão de casos, o avanço da cobertura vacinal no Estado impediu que o aumento de contaminados influenciasse diretamente no número de mortes registradas.

 

Foram 265 dos óbitos no mês de janeiro deste ano, o que significa uma queda de 64% quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

 

O surto de casos não foi exclusivo de Mato Grosso. No início deste ano, a taxa de transmissão do coronavírus atingiu o seu maior índice no Brasil.

 

Isso ocorreu após o surgimento da Ômicron, nova variante do vírus que carregava um poder de contaminação ainda mais que o vírus original.

 

A situação se agravou na região mato-grossense principalmente após as festividades de fim de ano, devido às aglomerações e viagens típicas deste período de recesso.

 

Atualmente, o Estado estabilizou em alta, registrando média de 4 mil contaminados por dia.

 

Imunização e letalidade

 

O dia 18 de janeiro de 2021 ficou marcado como o pontapé inicial da imunização no Estado. Na ocasião, a vacinação começou com os profissionais de saúde que estavam na linha de frente de enfrentamento da pandemia.

 

Atualmente com a cobertura vacinal atingindo 73,56%, Mato Grosso conseguiu diminuir a mortalidade dos casos de Covid-19. Em 2021, a cada 55 pessoas infectadas uma morria. Agora, em 2022, dentre 317 contaminados, uma morre.

 

Mesmo com a queda de mortes, alguns municípios do interior com Rondolândia e Lucas do Rio Verde declararam situação de emergência e calamidade devido à alta nos casos de Covid-19.

 

Na capital mato-grossense, o aumento dos infectados também causou transtorno, principalmente devido ao desfalque de profissionais de saúde das unidades básicas, que foram afastados após contraírem a doença.

 

O aumento de infectados também ocasionou falta de testes para diagnosticar a Covid nos laboratórios particulares da Capital. 

 

Fonte: Mídia News

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.