Paranatinga, 30 de Junho de 2022

Política

Governo veta pagamento de 20% de créditos em aberto ao duodécimo de poderes e outras 8 emendas à LOA

Publicado 13/01/2022 07:15:34


 

O Governo do Estado de Mato Grosso sancionou e publicou no Diário Oficial a Lei Orçamentária Anual de 2022, mas vetou oito emendas dos deputados estaduais, algumas por “ofensa ao interesse público” e outras por, segundo a publicação, estarem contra a legislação. As emendas vetadas foram: 300, 301, 302, 304, 305, 307, 308, 312 e 314.
 



A emenda 312 visava o envio de 20% dos créditos em aberto a pagamento de duodécimo aos poderes e órgãos autônomos, em razão do excesso de arrecadação do Estado. Segundo a publicação do veto, no entanto, “A emenda em questão contraria dispositivo constitucional, uma vez que está disciplinando a forma de quitação dos valores de duodécimos a serem repassados aos poderes e órgãos autônomos”, já que a Constituição prevê que  LOA não tenha “dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa”.

As emendas 300, 304, 305 e 314 referiam-se a programas de trabalho da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, a 307 para a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e a 308 para a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat). Todas foram vetadas sob a justificativa de que só o poder Executivo pode avaliar as necessidades dos órgãos e entidades da administração pública estadual.

 


A emenda 301, que visava aplicar R$ 4 milhões ao programa de Ampliação de Acesso à Cultura da Secel anulando recursos inicialmente previstos para a de Empresa Mato-Grossense de Tecnologia de Informação (MTI) foi vetada sob a justificativa de que a LOA do ano anterior “veda a propositura de emendas ao projeto de lei orçamentária que retirem recursos da manutenção das atividades essenciais do órgão”.

A emenda 302, que destinava R$ 1 milhão ao programa de ampliação ao acesso ao esporte e lazer do Fundo de Desenvolvimento Desportivo do Estado de Mato Grosso – FUNDED. A justificativa do veto é de que a emenda “visa anular recursos da fonte 196 - Recursos de Fundos Especiais Administrados pelo Órgão da MT PAR e suplementar no FUNDED na mesma fonte”. Ainda de acordo com o Estado,  a fonte 196 tem destinação específica e não pode ser modificada.

 

Fonte: Olhar Direto

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.