Paranatinga, 09 de Maio de 2021

Polícia

Policial e ex-PM são presos vendendo arma a membro de facção em MT

Publicado 31/03/2021 14:22:10


Um policial militar e um ex-policial foram presos em flagrante, na tarde de terça-feira (30), por comércio ilegal de arma de fogo em Várzea Grande. A dupla iria vender o armamento para um integrante de uma facção criminosa. 

 

O policial militar foi identificado como L. F. Q. S., de 35 anos. Já o ex-PM como A. N. V., de 29. A Polícia também prendeu o faccionado V. C. O. S., de 27. 

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a prisão aconteceu em uma residência no bairro Cabo Michel, por volta das 13h, após uma denúncia.

 

Segundo a denúncia, um faccionado de organização criminosa estava negociando a compra de uma revólver calibre 22 e mais 50 munições com um vizinho. Uma terceira pessoa estaria a caminho para levar o armamento até o local. 

 

Os policiais já conheciam o membro da facção e foram até a sua residência. 

 

Próximo ao local, cerca de duas casas antes do endereço do faccionado, a equipe viu uma viatura da PM estacionada em frente a uma residência, que estava com o portão aberto. 

 

A viatura estava aberta e vazia, os policiais decidiram entrar na casa. 

 

O cabo da PM saiu de dentro da residência, devidamente fardado e equipado com o armamento da Instituição. 

 

Ele estava na companhia do ex-policial e logo atrás vinha o membro da facção. No chão, próximo a eles, estava uma caixa de munição calibre 22. 

 

Os três apresentaram diferentes versões do ocorrido. 

 

O faccionado relatou que o ex-PM teria ligado para o amigo e atual membro da corporação para levar o armamento que seria comercializado e alegou que essa não seria a primeira vez. 

 

O ex-PM, por sua vez, alegou que apenas era intermediário na negociação. Já o cabo da PM afirmou que foi vender a arma para o ex-colega de serviço, que levaria o revólver para um garimpo. 

 

Os três envolvidos foram encaminhados para o 4º Batalhão da PM e posteriormente para a Central de Flagrantes.

 

Outro lado

 

A Polícia Militar emitiu uma nota sobre o caso.

 

Confira a nota na íntegra:

 

A Polícia Militar informa que a Corregedoria-Geral da PMMT está acompanhando o caso. 

 

Esclarece que o militar foi detido e encaminhado ao 4º BPM em Várzea Grande para lavratura do auto de prisão em flagrante pela prática de crime militar para posterior apreciação do juízo natural. 

 

Destaca que será instaurado procedimento para apuração das questões disciplinares.

 

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE