Paranatinga, 13 de Agosto de 2022

Polícia

Jovem de 19 anos mata homem com golpes de faca, tesoura e martelo

Publicado 29/04/2022 14:24:56


Ellen Vitória Araújo Silva, 19, foi presa no final da noite de quinta-feira (28), no Centro de Primavera do Leste (231 km ao Sul de Cuiabá), após matar o catador de latinhas Amarildo Roberto da Silva, 50, com golpes de faca, martelo e tesoura. Ela o atraiu até a sua casa e depois de mata-lo, filmou o corpo, mandou o vídeo para a família, tomou banho, passou perfume e chamou a polícia. 

 

Passava das 22h30 quando a polícia foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio. Quando chegaram no local, encontraram uma jovem que se apresentou como a autora do crime e levou os policiais até o cômodo em que estava o corpo.

 

Ela recebeu voz de prisão e a cena foi isolada para os trabalhos da Polícia Civil. De acordo com as informações apuradas, naquela noite, Ellen teria brigado com a mãe, que logo em seguida foi embora da casa.

 

 

 

Depois, a suspeita foi até um espetinho da cidade, onde comia e bebia cerveja, até que a vítima Amarildo chegou no local e pediu para ela pagar uma cerveja para ele. Amarildo era conhecido na região e costumava catar latinha e outros materiais reciclados.

 

Também tinha costume de passar pelo bar pedindo cerveja para os clientes do local. Após aceitar a bebida paga pela jovem, foi convidado por ela para irem até sua casa, onde ela afirmou que eles beberiam mais.

 

Chegando à quitinete, a suspeita se apossou das armas brancas e começou a desferir os golpes contra o homem, que não resistiu e morreu no local. Foram encontradas na casa, uma faca, uma tesoura pequena e um martelo. Todos os objetos já foram apreendidos pela Polícia Civil.

 

Em entrevista à imprensa local, o delegado Rodolpho Bandeira contou que a suspeita gravou um vídeo da vítima morta e enviou para a família.

 

“A suspeita tinha limpado parte da casa, falou que pintou onde respingou sangue na parede, que tomou banho e passou perfume para aguardar a polícia. Isso causa bastante espanto quanto a crueldade e a frieza da suspeita nesse ato”, disse.

 

Questionada sobre a motivação do crime, ela afirmou ao delegado que “simplesmente sentiu vontade de matar”. Ellen deve ser indiciada por homicídio duplamente qualificado e a pena pode chegar até 30 anos de prisão.

 

 

Fonte: Gazeta Digital

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.