Paranatinga, 17 de Maio de 2022

Mato Grosso

Alunas da Rede Estadual se tornam incentivadoras do estudo de Inglês

Publicado 09/05/2022 20:14:08


O estudo da Língua Inglesa na Educação Pública de Mato Grosso ganhou duas incentivadoras de peso. As alunas do ensino médio, Jheneffer Larine Salvador, de Tangará da Serra, e Laís Ribeiro Pereira, do município de Rio Branco, foram selecionadas entre 6 mil estudantes do Brasil e, durante três semanas, participarão de um intercâmbio cultural nos Estados Unidos. A viagem está prevista para 29 de junho.

A conquista faz parte do programa Jovem Embaixador, do governo americano e implementado no Brasil com a parceria do Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Educação (CONSED), por meio das secretarias estaduais de Educação.

O programa completou 20 anos, mas esta é a primeira vez que Mato Grosso é representado por duas estudantes em um mesmo evento. As alunas, de 17 anos, passaram por uma seletiva, cujos requisitos são ter entre 15 e 18 anos, estudar na rede pública, ter fluência em inglês, participar, pelo menos por 6 meses, de trabalho voluntário e ter espírito de liderança e de empreendedorismo. Além disto, ambas passaram por uma prova escrita e entrevista, em inglês, com representantes da embaixada americana no Brasil.

Jheneffer Larine, aluna da Escola Estadual João Batista, conta como será o intercâmbio. “Durante um mês, vamos conviver com uma família americana, trocar experiências e participar de trabalhos voluntários, para, então, trocarmos experiências. Na volta, poderemos aplicar aqui as novas práticas por nós vivenciadas”.

Laís, da Escola Estadual Dep. Francisco Eduardo Rangel Torres, com mentoria no contraturno da escola, falou sobre o uso da língua inglesa como entretenimento. “Nos permite assistir séries e filmes sem legendas e, além disto, fazer amigos ao redor do mundo”.

Identidade - Ao retornarem, elas atuarão como motivadoras no Estado para que os estudantes da rede pública aproveitem a ‘Plataforma Mais Inglês’ da Seduc, uma ferramenta digital colocadas à disposição dos alunos do ensino médio como complemento do aprendizado da língua inglesa.  

Valdelice Oliveira Holanda, secretária Adjunta de Gestão Escolar, explica o papel das embaixadoras como incentivadoras. “Elas serão a identidade da política pública do ensino de inglês implantado no Estado. Estamos investindo muito nesta questão, para que os jovens tenham a oportunidade de uma segunda língua, pois sabemos ser esta uma importante ferramenta para abrir mais uma porta em suas vidas, como ocorreu com estas meninas”.

Pelo programa, o aluno da rede estadual de ensino passa a estudar a língua inglesa a partir da primeira série do ensino fundamental I (antes, começava apenas na sexta série), preparando-o mais cedo, algo inédito no ensino público. Como suporte, foi adquirido um acervo literário, compreendendo diferentes níveis de conhecimento da língua, à disposição nas bibliotecas das escolas.  

Os alunos do ensino médio contam com a plataforma digital Mais Inglês, permitindo a eles ter maior autonomia e, consequentemente, avançar em seus conhecimentos na medida em que avançam de nível. Além disso, cerca de dois mil professores mato-grossenses, que atuam no ensino da língua inglesa também contam com uma plataforma para sua formação e suporte na aplicação do programa.

Fonte: Assessoria

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.