Paranatinga, 30 de Junho de 2022

Judiciário

OAB vê falhas em meios virtuais e cobra reabertura do Judiciário de MT

Publicado 25/01/2022 15:57:45


A presidente Gisela Cardoso reiterou e ratificou o posicionamento da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) pela reabertura das portas do Poder Judiciário. Tal manifestação ocorreu nesta segunda-feira (24) em reunião institucional com a presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), desembargadora Maria Helena Póvoas.

Gisela Cardoso levou à presidente do TJ-MT os reclames colhidos pela Seccional junto às 29 Subseções da OAB em Mato Grosso, informando que, em todo o Estado, o fechamento das portas tem causado inúmeras dificuldades de acesso amplo à prestação jurisdicional, ressaltando que as ferramentas de comunicação colocadas à disposição da Advocacia e da sociedade em geral não têm se mostrado satisfatoriamente eficientes. “Fizemos uma reunião com os presidentes das 29 Subseções da OAB no Estado e a informação que recebemos é que as dificuldades de acesso aos magistrados e servidores pelas ferramentas virtuais aumentaram sobremaneira. É uníssono esse posicionamento!” - disse a presidente da OAB-MT.

Na reunião, que contou ainda com a presença de diretores da OAB/MT e juízes auxiliares da Presidência do TJ-MT, fora solicitada a reabertura das portas do Poder Judiciário com os cuidados sanitários devidos. “A OAB-MT reconhece as dificuldades enfrentadas em razão da pandemia, temos tentado conviver com isso ao longo de 2 anos. No entanto, a exemplo de outros Poderes e órgãos, entendemos que não se justifica, neste momento, o fechamento das portas, mas sim a adoção de medidas que visem diminuir a possibilidade de contágio, sem afastar o advogado e o jurisdicionado do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso. Estamos muito confiantes que a diretoria do TJ-MT encontrará soluções para retomada segura das atividades presenciais, atendendo ao clamor da Advocacia e da sociedade mato-grossense”, manifestou Gisela.

Playvolume00:02/01:00Truvid

Leia mais

 

A presidente do TJ-MT ponderou que a decisão do fechamento fora tomada por maioria em reunião do Comitê COVID no âmbito daquele Tribunal e que se reunirá novamente com a gestão do Tribunal para analisar e definir as medidas necessárias para o retorno das atividades presenciais. A desembargadora Maria Helena ainda destacou a nomeação dos novos magistrados, que já se encontram em fase de capacitação e, durante o curso de formação, responderão temporariamente por comarcas pré-determinadas. “É com alegria que recebemos a visita da presidente Gisela Cardoso e sua diretoria, apontando as dificuldades da Advocacia. Estejam certos que esse diálogo será constante”.

Estiveram presentes na reunião  o Diretor Tesoureiro da OAB-MT Helmut Daltro, o Secretário Geral Fernando Figueiredo e o presidente da CAAMT, Itallo Leite.A presidente Gisela Cardoso reiterou e ratificou o posicionamento da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) pela reabertura das portas do Poder Judiciário. Tal manifestação ocorreu nesta segunda-feira (24) em reunião institucional com a presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), desembargadora Maria Helena Póvoas.

 

Gisela Cardoso levou à presidente do TJ-MT os reclames colhidos pela Seccional junto às 29 Subseções da OAB em Mato Grosso, informando que, em todo o Estado, o fechamento das portas tem causado inúmeras dificuldades de acesso amplo à prestação jurisdicional, ressaltando que as ferramentas de comunicação colocadas à disposição da Advocacia e da sociedade em geral não têm se mostrado satisfatoriamente eficientes. “Fizemos uma reunião com os presidentes das 29 Subseções da OAB no Estado e a informação que recebemos é que as dificuldades de acesso aos magistrados e servidores pelas ferramentas virtuais aumentaram sobremaneira. É uníssono esse posicionamento!” - disse a presidente da OAB-MT.

 

Na reunião, que contou ainda com a presença de diretores da OAB/MT e juízes auxiliares da Presidência do TJ-MT, fora solicitada a reabertura das portas do Poder Judiciário com os cuidados sanitários devidos. “A OAB-MT reconhece as dificuldades enfrentadas em razão da pandemia, temos tentado conviver com isso ao longo de 2 anos. No entanto, a exemplo de outros Poderes e órgãos, entendemos que não se justifica, neste momento, o fechamento das portas, mas sim a adoção de medidas que visem diminuir a possibilidade de contágio, sem afastar o advogado e o jurisdicionado do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso. Estamos muito confiantes que a diretoria do TJ-MT encontrará soluções para retomada segura das atividades presenciais, atendendo ao clamor da Advocacia e da sociedade mato-grossense”, manifestou Gisela.

 

Playvolume00:02/01:00Truvid

 

Leia mais

 

A presidente do TJ-MT ponderou que a decisão do fechamento fora tomada por maioria em reunião do Comitê COVID no âmbito daquele Tribunal e que se reunirá novamente com a gestão do Tribunal para analisar e definir as medidas necessárias para o retorno das atividades presenciais. A desembargadora Maria Helena ainda destacou a nomeação dos novos magistrados, que já se encontram em fase de capacitação e, durante o curso de formação, responderão temporariamente por comarcas pré-determinadas. “É com alegria que recebemos a visita da presidente Gisela Cardoso e sua diretoria, apontando as dificuldades da Advocacia. Estejam certos que esse diálogo será constante”.

 

Estiveram presentes na reunião  o Diretor Tesoureiro da OAB-MT Helmut Daltro, o Secretário Geral Fernando Figueiredo e o presidente da CAAMT, Itallo Leite.

 

 

 

 

Fonte: Folha Max

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.