Paranatinga, 13 de Agosto de 2022

Cidades

União libera recurso para duas ferrovias em MT

Publicado 19/01/2022 21:21:24


 

O governo Federal assinou contrato para a criação de duas novas ferrovias em Mato Grosso. A formalização entre o Poder Executivo e as empresas que pleitearam a criação de ferrovias próprias foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na terça-feira (18).

 

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o projeto faz parte do programa Pro Trilhos e prevê a construção de 1.016 km, dividido em duas linhas paralelas no Estado. Os trechos irão conectar o município de Água Boa (730 kma  leste de Cuiabá) a Lucas do Rio Verde (354 km ao norte), cidade que é considerada um dos principais polos do agronegócio mato-grossense.

 

O governo Federal assinou contrato para a criação de duas novas ferrovias em Mato Grosso. A formalização entre o Poder Executivo e as empresas que pleitearam a criação de ferrovias próprias foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na terça-feira (18).

 

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o projeto faz parte do programa Pro Trilhos e prevê a construção de 1.016 km, dividido em duas linhas paralelas no Estado. Os trechos irão conectar o município de Água Boa (730 kma  leste de Cuiabá) a Lucas do Rio Verde (354 km ao norte), cidade que é considerada um dos principais polos do agronegócio mato-grossense.

 

No Estado, as obras serão executadas pelas empresas Rumo Logística S/A e VLI Multimodal S/A. O pacote também irá contemplar São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Maranhão, Bahia, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul e Goiás, além do Distrito Federal.

 

A projeção de investimentos nos trechos autorizados é de R$ 102,3 bilhões. Além dessas duas linhas, o governo de Mato Grosso também pretende implantar a primeira ferrovia estadual, que contará com 730 quilômetros. A responsável por executar a obra é a mesma contratada pelo governo Federal, a Rumo Logística.

 

Denominada de Vicente Emílio Vuolo, a Ferrovia vai interligar os municípios de Rondonópolis (212 km ao sul) a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum (264 km ao norte) e Lucas do Rio Verde, conectando-se à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP). O contrato para construção da obra foi assinado em setembro de 2021 e a previsão é de que o terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025 e o de Lucas do Rio Verde até o 2º semestre de 2028.

 

 

Fonte: Folha Max

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.