Paranatinga, 14 de Agosto de 2022

Cidades

Após 2 anos, garimpeiros voltam a explorar ouro em serra em MT

Publicado 01/02/2022 15:39:08


Garimpeiros retomaram a prática ilegal de extração de ouro no garimpo da Serra de Aripuanã (a 1002 Km de Cuiabá). Vídeos mostram diversos maquinários em constante execução no local, que já havia sido desarticulado em 2019 pela Polícia Federal.

Nos últimos dias, circulam imagens e vídeos de pessoas “ostentando” ouro extraído do garimpo clandestino. Em um dos vídeos, o autor destaca o "retorno das atividades" no local. "Todo mundo começando trabalhar na Serra do Aripuanã, Mato Grosso. A galera está voltando em peso", afirma. 

A situação gera preocupação porque, além dos impactos ambientais, provoca problemas sociais na região. Segundo as forças de segurança, a presença do garimpo ilegal provoca aumento nos índices homicídios, tráfico de drogas e prostituição.

Playvolume00:03/01:00Truvid

Leia mais

 

Além disso, pode sobrecarregar o sistema de saúde, uma vez que a pandemia do novo coronavírus vive sua terceira onda no Estado.

OPERAÇÃO TRYPES

Em outubro de 2019, a Polícia Federal iniciou a Operação Trypes, que do grego significa buracos. Atuaram na operação 160 policiais, além de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso – (Sema/MT), desarticulando e destruindo maquinários e buracos feitos pelos garimpeiros, na ocasião foram presas seis pessoas.

Em contato com a Policia Federal não confirmaram se estão sobre vigilância do local ou se algo já está em andamento.Garimpeiros retomaram a prática ilegal de extração de ouro no garimpo da Serra de Aripuanã (a 1002 Km de Cuiabá). Vídeos mostram diversos maquinários em constante execução no local, que já havia sido desarticulado em 2019 pela Polícia Federal.

 

Nos últimos dias, circulam imagens e vídeos de pessoas “ostentando” ouro extraído do garimpo clandestino. Em um dos vídeos, o autor destaca o "retorno das atividades" no local. "Todo mundo começando trabalhar na Serra do Aripuanã, Mato Grosso. A galera está voltando em peso", afirma. 

 

A situação gera preocupação porque, além dos impactos ambientais, provoca problemas sociais na região. Segundo as forças de segurança, a presença do garimpo ilegal provoca aumento nos índices homicídios, tráfico de drogas e prostituição.

 

 

 

Além disso, pode sobrecarregar o sistema de saúde, uma vez que a pandemia do novo coronavírus vive sua terceira onda no Estado.

 

OPERAÇÃO TRYPES

 

Em outubro de 2019, a Polícia Federal iniciou a Operação Trypes, que do grego significa buracos. Atuaram na operação 160 policiais, além de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso – (Sema/MT), desarticulando e destruindo maquinários e buracos feitos pelos garimpeiros, na ocasião foram presas seis pessoas.

 

Em contato com a Policia Federal não confirmaram se estão sobre vigilância do local ou se algo já está em andamento.

 

 

Fonte: Folha Max

Entre no grupo do Paranatinga News no Telegram e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.