Paranatinga, 25 de Novembro de 2020

Saúde

COVID EM ANIMAIS

Veterinário descarta contágio e alerta: Não existe vacina para pets

Publicado 26/10/2020 20:59:19


 em Cuiabá. Entretanto, pesquisas afirmam que cães e gatos não transmitem a doença a humanos. “Não há motivo para preocupação”, disse o médico-veterinário Marcelo Ramos. Ele frisou que não existe vacina contra a Sars-Cov-2, vírus que provoca a covid-19, para pets, diferentemente do que algumas pessoas possam pensar. “Não existe porque eles não desenvolvem a doença”.

 

O veterinário explicou que cães e gatos podem contrair um dos tipos de coronavírus, diferente do que causou a pandemia. “A coronavirose já existe para cães e gatos, com sintomas diferentes para cada espécie. Em felinos, provoca a peritonite infecciosa felina. Não tem cura, não tem vacina, o tratamento não é tão eficaz e não passa para humanos, e sim, de um gato para outro. Nos cachorros, causa sintomas parecidos com a parvovirose, e tem vacina para isso", esclareceu.

Em relação ao diagnóstico da covid-19 em animais domésticos, até agora não há evidências de que felinos e cachorros desenvolvam ou consigam transmitir a doença à população. “O gato pode até ter um vírus se replicando dentro do organismo dele, mas não vai ter carga viral para fazer infecção. Então, a gente não pode garantir que esse animal esteja infectando humanos. O que a gente sabe é que não infecta”, observou.

Ramos contou que durante a pandemia aumentou a procura, principalmente por telefone, à clínica veterinária para titrar dúvidas sobre cuidados com os pets neste momento e especulações em relação a uma dose que imunizaria os animais. “Não existe vacina para cães e gatos para a Sars-Cov-2”, alertou. 

 

O veterinário também pediu para que as pessoas não abandonem seus pets e que não maltratem os bichos de estimação por medo ou por informações incorretas.

“Algumas dessas informações acabam assustando as pessoas, mas até o momento não tem por que se preocupar. E nem precisa fazer diagnóstico [para covid-19] no animal”, assegurou. 

Gata com covid 

 

A gata diagnosticada por meio de exame PCR é filhote. Os donos contraíram covid e precisaram ficar em isolamento, e o animal acabou pegando o vírus, porém, sem qualquer sintoma da doença. 

A felina foi testada por Valéria Dutra, pesquisadora e professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), enquanto ela trabalhava com testagem de pessoas para o novo coronavírus. Apesar de ser veterinária, foi chamada para a função por causa de sua experiência em testes de PCR. 

Nos testes, a pesquisadora perguntava aos pacientes com covid se eles tinham animais domésticos e se aceitavam que os pets também fossem testados.

 

As amostras da gatinha foram enviadas para a Universidade Federal do Paraná, e um laboratório em Minas Gerais, Valeria e mais dois pesquisadores aguardam os resultados. O caso é investigado pela Unidade de Vigilância de Zoonoses do município, informou a Secretaria de Saúde de Cuiabá.  

 

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE