Paranatinga, 14 de Abril de 2021

Regional

PF fecha estradas para retirada de garimpeiros do Oeste de MT

Publicado 22/10/2015


G1

PF-GARIMPO.jpg

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF-MT) e a Polícia Federal (PF) devem fechar as estradas que dão acesso ao garimpo ilegal que se instalou na Serra da Borda, região do município de Pontes e Lacerda, distante 483 km de Cuiabá. A estratégia foi definida em reunião com participação do Ministério Público Federal (MPF) realizada na manhã desta quinta-feira (22), no próprio município.

A estimativa é que o trabalho de bloqueio dure mais de um dia. A intenção da polícia é impedir a entrada de novos garimpeiros e de maquinário para extração do ouro, enfraquecendo assim o movimento no garimpo.

Quando a área estiver mais esvaziada, as forças policiais devem retirar quem continuou no local. "Vai ser feito um trabalho de tentativa de diminuir o fluxo de gente. E evidentemente vão ficar algumas pessoas lá. Essas que estão apostando que não vão sair de lá vão ser responsabilizadas na medida do que determina a lei", disse o delegado Jesse James Rodrigues Freire, da Polícia Federal.

Segundo o delegado, um cronograma de ações está sendo elaborado e a previsão é que ainda nesta quinta ou na sexta-feira (23) a polícia vá ao garimpo para falar com os remanescentes. Há aproximadamente dois meses, a informação de que havia jazidas de ouro na região chegou a levar até sete mil pessoas na Serra da Borda.

Mas, a PRF-MT estima que aproximadamente 80% delas já deixaram a região desde que foram notificadas da decisão da Justiça Federal do último dia 16 de outubro que determinou a retirada dos garimpeiros. A determinação judicial atendeu a uma ação do Ministério Público Federal (MPF). A PRF-MT monitora o movimento no garimpo desde a decisão, que autoriza o uso de força policial caso os garimpeiros não deixem a área voluntariamente. Isso porque o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) não autorizou a exploração da jazida.

Os garimpeiros foram notificados da decisão da retirada na última segunda-feira (19) pela própria PRF-MT, que deu prazo para que eles saíssem da área até essa quarta-feira (21). No mesmo dia em que foram notificados seis trabalhadores foram soterrados numa galeria no alto da serra. E, na terça-feira (20), a despeito dos riscos evidenciados após o soterramento e da determinação da Justiça Federal, os garimpeiros abriram nova frente de trabalho, dessa vez no pé da serra, numa área usada para pasto.

Em reunião realizada na quarta-feira (21) por cerca de mil garimpeiros, que contou com a participação do prefeito de Pontes e Lacerda, Donizete Barbosa (PSDB), eles pediram a implantação de alguma medida para regularizar a exploração do ouro. A descoberta de jazidas de ouro entre as serras da Borda e Santa Bárbara começou a movimentar a região de Pontes e Lacerda há aproximadamente dois meses. No entanto, nas últimas três semanas o volume de garimpeiros e 'aventureiros' chegando ao local aumentou após circularem em redes sociais fotos e vídeos da extração de ouro na jazida.

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE