Paranatinga, 28 de Outubro de 2020

Política

IMPULSIONAMENTO NAS REDES

PSDB aciona Fávaro no TRE por propaganda eleitoral antecipada

Publicado 21/09/2020 14:23:39


 

O PSDB ingressou com representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) contra o senador interino Carlos Fávaro (PSD) por prática de propaganda eleitoral antecipada nas redes sociais.

 

Fávaro é pré-candidato na eleição suplementar ao Senado que ocorrerá em Mato Grosso no dia 15 de novembro. Já o PSD tem como pré-candidato ao cargo o ex-deputado federal Nilson Leitão.

 

O partido aponta que Fávaro, desde agosto deste ano, vem fazendo uso de forma excessiva do recurso nas redes sociais como Instagram e Facebook, “abusando na quantidade e propagação impulsionada das publicações” [...] “com nítido caráter eleitoral”.

 

Conforme a nova legislação eleitoral, é vedado aos candidatos ao pleito deste ano fazer propaganda eleitoral no período de pré-campanha, que vai até dia 26 de setembro.

 

Segundo o documento, no dia 8 de setembro, Fávaro fez uma publicação e patrocinou o impulsionamento no Facebook de ao menos 49 publicações com conteúdo eleitoral.

 

No dia seguinte, o PSDB aponta 87 disparos patrociados de conteúdo eleitoral. “Transvestido de divulgação de atos parlamentares”, relata a representação.

 

“É de se notar que em apenas dois dias o Representado publicou em suas redes sociais aproximadamente 136 publicações patrocinadas”, emendou.

 

Veja trecho da representação:

 

 

 

“Alto recurso empregado”

 

O PSDB ainda aponta que há indícios de que o senador interino tenha contratado profissionais de produção e marketing para a criação das publicidades e postagens nas redes sociais.

 

De acordo com a representação, os gastos de Fávaro relativos a “divulgação de atividades parlamentares” , obtidos no site do Senado, chegam a quase sete vezes a mais que os dos senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL).

 

“Pelo quadro (...) já é possível notar o exagerado volume de recursos financeiros empregados pelo Representado às vésperas das eleições, apenas utilizando verba parlamentar. [...] Oportuno destacar que o Representado Carlos Fávaro somente foi diplomado em abril de 2020. Portanto deve se sopesar que, além de haver maior gasto, ele ocorreu em período de tempo menor o que potencializa ainda mais o ilícito”, aponta o partido.

 

 

 

Pedidos 

 

O partido pede que a Justiça Eleitoral determine a imediata retirada das propagandas eleitorais da página do perfil pessoal das redes sociais, bem como que seja determinado que Fávaro se abstenha de patrocinar postagens em suas redes até o dia 26 de setembro.

 

No mérito, pede que seja confirmada a liminar e a condenação do senador interino com a sanção de multa por propaganda extemporânea no valor mínimo de R$ 5 mil.

 

O juiz membro do TRE, Sebastião Monteiro, ao qual foi encaminhada a representação, identificou que há uma ação com objeto parecido sendo analisado pelo desembargador Sebastião Barbosa Farias. Assim, como magistrado prevento, a ação foi encaminhada para ser analisada pelo desembargador.

 

 

Fonte: midianews

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE