Paranatinga, 06 de Dezembro de 2019

Polícia

Agente penitenciário

Agente penitenciário é preso suspeito de manter mulher e enteado em cárcere e torturá-los em Cuiabá

Publicado 21/11/2019 09:14:51


Um agente penitenciário foi preso na madrugada desta quinta-feira (21) suspeito de manter a mulher e o enteado de 6 anos em cárcere privado e torturá-los, em Cuiabá. Edson Batista Alves, de 35 anos, atuava no Setor de Operações Especiais (SOE), mas estava afastado do trabalho por violência doméstica e era monitorado por tornozeleira eletrônica.

 

As vítimas possuem vários hematomas pelo corpo. Elas relataram que, além de socos e chutes, eram espancadas com fio de carregador, cabo de vassoura e até queimadas com água quente.

 

 

 

A mulher, que não quis ter a identidade divulgada, contou que se mudou com o filho de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, para a capital para morar com Edson há duas semanas.

Ela relatou que, desde que se mudou, o suspeito passou a ser agressivo e não a deixava sair de casa.

A criança afirmou à reportagem que Edson chegou a colocar a cabeça dela na privada durante as agressões.

 

O menino disse ainda que fingia dormir quando a mãe era espancada. No entanto, nesta semana, o padrasto percebeu que ele estava acordado e o espancou. Além dos hematomas, o menino teve o braço quebrado.

 

A criança foi encaminhada desacordada ao hospital.

 

“Ele me batia, me chutava. Ele prendia meu braço e me chutava na barriga. Tive que aguentar”, contou.

 

Segundo a mãe, além das agressões, o suspeito ameaçava o filho dela de morte, caso ela o denunciasse.

 

A vítima contou que nessa quarta-feira (20) eles foram a um jantar na casa de amigos e ela conseguiu fugir com o filho durante a madrugada quando o suspeito foi ao banheiro. Ela procurou ajuda em uma base da Polícia Militar, em Cuiabá.

De acordo com o sargento Leandro Soares, a vítima procurou a polícia e contou sobre as agressões que sofria. O sargento afirmou que a mulher pediu um abrigo na base militar até conseguir voltar para Rondonópolis.

 

Segundo a polícia, após descobrir a fuga da mulher, Edson ainda teria rastreado o celular dela. Ele foi preso rondando a base da polícia.

Edson possui seis passagens pela polícia, sendo três delas por violência doméstica. Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes de Cuiabá e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira (21).

 

 

 

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Enquete

Oque você mais deseja para o ano de 2020?

ALEGRIA

PAZ

FELICIDADE

PROSPERIDADE

SAÚDE

HUMANIDADE

RESPEITO

AMOR

DIGNIDADE

COMPAIXÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE