Paranatinga, 14 de Abril de 2021

Agronegócios

EXPORTAÇÃO

Porto do Rio Grande exportou 7,9 milhões de toneladas em 2017

Publicado 18/04/2017 22:19:48


Foram mais de 7,9 milhões de toneladas movimentadas com os mais diversos países. A soja destaca-se por um crescimento de mais de 30% assim como outros produtos como o trigo e o milho. Para os próximos meses a expectativa é alta em função da safra gaúcha que já começa a chegar ao complexo portuário.

“Os resultados obtidos pelo porto são o resultado de uma equação que envolve a organização e qualificação dos terminais especializados, da ação forte da autoridade portuária na busca pelo alinhamento de todos os protagonistas do processo e por fim, da ação do Estado que está através do Secretário dos Transportes, Pedro Westphalen e também do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Fábio Branco atraindo para o porto novos projetos e melhorias”, afirma o diretor-superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco. Dois grandes projetos avalizados pelo Governo do Estado estão se tornando realidade e auxiliam a motivar o movimento no Porto do Rio Grade.

Na área do da pasta do Desenvolvimento estamos no complexo em obras para a construção de um terminal graneleiro para recebimento e expedição de grãos da empresa Vanzin, no Distrito Industrial de Rio Grande, assinado pelo secretário Fábio Branco, em 2015. Já a Secretaria dos Transportes vem buscando a melhoria da hidrovia, principalmente, para facilitar o trajeto de contêineres do polo petroquímico de Triunfo para Rio Grande.

No primeiro trimestre do ano corrente, o complexo portuário alcançou 7.950.411 toneladas, um crescimento de 11,5% sobre o mesmo período de 2016. O grande destaque é o complexo soja (óleo, farelo e grão), que tem um crescimento de 36,8%, totalizando 1.898.835 toneladas. O milho e o trigo também tiveram aumento, respectivamente de 6,9% e 17,7%. As viagens de embarcações no complexo também subiram 4,1% chegando ao total de 730 em três meses. A média apenas do mês de março é de 7,96 embarcações/dia.

Os granéis líquidos e sólidos tiveram crescimento, respectivo, de 12% e 19%. Apenas a carga geral tem um leve recuo de cinco mil toneladas. “O nosso porto é o reflexo da produção gaúcha, entendemos que boa parte dessa soja que movimentamos ainda é de 2016, mas a expectativa para o período de abril a agosto é de superarmos o ano passado”, conclui Branco. Por fim, a China segue sendo o principal destino das exportações pelo complexo e a Argentina é o país que mais envia produtos ao porto rio-grandino.

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE